sábado, 14 de maio de 2011

É tão frio aqui nesta prisão,

tão quente,

tão feio,

tão lindo,

é triste ser assim,

ter essa duplicidade de sentimentos,

querer e não querer,

poder e não poder,

eu só quero um espelho novo que me mostre linda e magra,

pois é o que as pessoas dizem,

mas meu querido,

não é o que eu vejo;

minha alma dói, grita de dor,

estou presa como um animal,

tenho tudo mas não tenho nada,

eu não sei como fazer para toda essa dor passar,

eu não sei o que fazer para chegar onde nenhuma outra conseguiu,

como posso ser tão feia,

mas que merda,

sou tão ridícula, tão gorda,

eu tenho nojo de mim,

sou uma inútil,

eu só preciso parar de comer,

não preciso de sermões,

não preciso que cuidem ou tenham pena de mim,

então dispenso suas palavras esta noite,

pois você não sabe o que é ser uma anorexica,

você não sabe o que é a dor da fome,

você simplismente não sabe !!

2 comentários:

  1. Que poema lindo flor...Passa no meu blog, deixa um coment...É vero, ser anorexica não é fácil msm.Bjus

    ResponderExcluir
  2. Nossa adorei isso que vc escreveu...
    Força querida.

    beijo

    ResponderExcluir

Seguidores