terça-feira, 3 de abril de 2012

Só pra esclarecer.

(foto da Anna Forever)


Virando a madrugada no pc, voltando aos vícios dos blogs - me gusta.
Esclarecendo uma coisa, meu post anterior tirei de textos de um caderno meu, antes de ter o blog costumava escrever nele (fique tranquila s.candy please!)
Tenho diversos textos lá, vou escrevendo pouco a pouco aqui ;)

Vi muitas meninas voltando aos blogs, fiquei tão feliz por isso! Mas fiquei "com um pé atrás" por ver novos blogs, vi mais de 10 novos blogs, tudo em 1 dia!
Quando vejo blogs novos eu os leio todos, não importa se tem 2 ou 20 posts, eu leio. Infelizmente (ao menos pra mim) a maioria era de "wannabes", ou seja, garotas que não tem anorexia ou bulimia mas desejam ter, ou aquelas que não tem um T.A. mas se denominam "ana" ou "mia".
E muitas pediam ajuda ou conselhos pra SE TORNAR assim.
Se soubessem onde estão se metendo...

No começo desse blog eu dava dicas, ajudava todas; hoje me limito a não ajudar quem "quer iniciar" ou se tornar assim, uma coisa é dar dicas pra quem já está nisso, outra coisa é ajudar alguém a entrar numa doença. Por que faço isso?
Me sentia mal as vezes por receber comentários do tipo "comecei nisso graças a vc", "sigo teu blog a tempos e decidi me tornar ana", me sentia culpada e não é isso que queria...
Iniciei meu blog para DESABAFAR, aliás já pedi ajuda aqui algumas vezes.

Como a Anita me disse:
"Sabe o q eu concluí agora? Vc está feliz com esse corpo, lutou para isso. Só precisa esquecer a opinião alheia e começar a ver e desfrutar da sua beleza,da sua leveza e da sua juventude.
Liberte-se vc mesma, da limitação q os outros colocaram em sua mente. Sinta-se livre, pq vc é livre."

Sim, eu estou desfrutando disso tudo. Tenho 39kg, o mesmo peso referente ao ano passado. Aprendi que peso não é tão importante quanto medidas, estou infinitamente mais magra do que no passado (pra quem queira saber, não sou ana desde o ano passado).
Antes usava roupas 36 e parecia um saco de batatas, hoje uso 34 (embora caia) mas é bem melhor, me aceitei. Pus na cabeça "Eu sou anoréxica, isso não vai mudar" e resolvi enfrentar a vida de frente. Quer ser meu amigo? Pois me aceite como sou.

Minha vida não se resume a anorexia mas é óbvio que ela faz parte de mim. A parte de "restringir a alimentação" veio a 4 anos mas se contar os exercícios exagerados, 9.
Nove anos agindo anoréxicamente? Prefiro nem pensar nisso...

E a velha pergunta "Por que não se trata?"
Simples: não quero. Me gosto assim, gosto de ver ossos, me sentir magra, me acostumei a isso.
Claro que tomo algum cuidado com a saúde pois adoro correr e dançar e não gostaria de não poder fazer isso.

Só isso, espero ter esclarecido algumas coisas sobre mim.
Agradeço a Anna Williams por sempre me apoiar também.



blog da Ju.Ana
blog da L
blog da Leite com chocolate
Linkblog da Ana e Mia

11 comentários:

  1. É, infelizmente está aparecendo muitas meninas novas por aqui, tbm sinto por elas estarem querendo entrar num mundo sem volta, afinal não tem como se tornar uma ana, ou vc é ou não e ponto, mas enfim, o assunto é extenso.

    Eu tbm dava muitas dicas no início, mas aos poucos percebi o quão isso era ruim, agora não faço mais...Vc inspira muitas por aqui, não se sinta culpada por nada, vc É uma ana e não mudará isso, seja vc mesma e como a Anita disse, liberte-se, viva o seu momento.

    Desejo-te tudo de melhor e tenha um lindo dia.
    Bejuh ;*

    ResponderExcluir
  2. Eu geralmente mando as pessoas correrem para os blogs das meninas da R.A. quando me pedem qualquer dica. Sei o caminho que deve ser percorrido para ter determinado corpo, mas sinto que as prioridades da minha vida mudaram de 1992-94 para cá. Naquela época eu vivia para contar os dias passados sem a comida e contava as horas das 3 ás 7 da manhã na hora que abriam as farmácias para ver o peso diminuindo. No AUGE disto tudo eu estava com 46kgs, o que pode parecer gorda comparando-se a 39kgs, lógico, mas para o meu corpo era magra demais e minha mãe assim que percebeu os meus joelhos pontiagudos, minhas costelas (lindas) protuberantes comecou a me perseguir e descobriu que meu noivo estava me arranjando as receitas para os remédios... Eu era viciada tanto nos remédios como nas balancas das farmácias. Eu pegava o carro ás 7 da manhã e fazia uma via sacra de farmácias para comparar o peso em cada uma delas. Lembro-me da Farmácia onde meu peso estava menor e até hoje quando visito minha mãe no Brasil e passo na frente dela me dá saudades de ter meus ossos protuberantes, rostinho chupado (eu tenho rosto oval, aparece logo logo) e bracinhos fininhos... É uma sensacão maravilhosa, não vou mentir. Mas o preco que eu tenho que pagar por tudo isto é muito caro e eu não tenho como arcar com estas despesas no momento por causa da minha filha e do meu marido. Então ao invés de todos os ossos eu me contento em ''encolher'' a barriga sempre que quero ver minhas costelas e me contento em não passar de 60kgs e ficar sempre vendo 50 e alguma coisa na balanca. Thalita, você é como um avatar pra mim, eu vejo você leve e linda e isto me deixa feliz. Eu sei que sem remédios e com a vida que levo agora não vou alcancar a leveza das borboletas, mas fico feliz em ver você voar. Parece coisa de gente doida estas coisas que eu falo e por isto meu médico me considera um caso de T.A. latente. Ele costuma dizer que um T.A. assim como qualquer doenca que não tem cura só pode ficar em manutencão e precisa estar sempre em observacão. Ele sempre me pergunta se eu estou tomando algum medicamento e eu digo não e ele fala:''Se você estivesse tomando INIBEX novamente ou algum remédio semelhante, você falaria pra mim?'' Eu digo sim, mas a verdade é que eu não falaria nada pra ele. Viver num país onde medicamentos são restritos mantém meu T.A. latente, se eu estivesse no Brasil ia ficar tomando remédios de 6 em 6 meses, emagrecendo até o limite e depois parando de tomar e voltando a um peso normal e o ciclo se repetiria. Quando contei esta história do Inibex no meu blog apareceram umas 5 meninas perguntando como conseguir o remédio achando que eu estava dando uma sugestão para elas tomarem também!!!!! As pessoas interpretam errado a funcão dos nossos blogs. Por isto seus esclarecimentos são tão importantes:-)

    ResponderExcluir
  3. Concordo com muito do que você disse, ser ana nao é uma benção é ter uma doença seria. Nao sei como as pessoas querem dar um jeito de entrar nisso. Eu cai de paraquedas nesse mundo, quando eu vi tava presa aqui. Também acho que as medidas tem muito mais importância que os números só que eles me assustam muito ainda, me assombram. Queria saber lidar com isso e mais, queria saber como diminuir as medidas sem mudar o que esta na balança, pode me dar alguma idéia ?
    Achei o texto do outro post muito profundo. Lindo. Adorei o jeito que tu escreve, parabéns !
    Obrigada por mencionar o meu blog no post *-*
    Continua firme e forte, qualquer coisa pode contar comigo.
    Beejos.

    ResponderExcluir
  4. Li toda sua postagem, mas não tô com uma cabeça muito boa pra elaborar um comentário legal. Me desculpa, Thali.
    E nem sei o que te falar, porque continuar firme e forte não seria o certo, no meu ponto de vista.
    Então, sei lá... Espero que tudo ocorra bem.
    Um grande beijo, gosto mt mt de você.

    ResponderExcluir
  5. Obrigada pela visita... já esclareço desde a primeira visita que eu não sou ana, acho lindo... mas tenho outros tipos de TA. Espero que mesmo assim a gente continue se visitando.

    O lance dessas meninas novas, é que a maioria são realmente muito novinhas e entram nesses blogs por embalo.
    Mas logo isso passa e a maioria some.

    Beijos e se cuida

    ResponderExcluir
  6. Oi linda!!!
    q bom q vc se aceita assim e acho certissimo tudo o q vc disse só nao se culpe por atitudes q outras pessoas fazem se qrem se tornar anorexicas a culpa nao é sua e como disse a cristina no comentario acima ser ana nao é facil e elas acabam desistindo...
    bjo e fika com DEUS!!!

    ResponderExcluir
  7. há quanto tempo eu não lia um blog =\
    pelo menos tenho contato ctgo pelo face né :x
    beijos

    ResponderExcluir
  8. Senti-me mais obesa ainda com este post... É, é verdade que não sou nada anoréxica. Mas tenho 21 anos (sei onde me estou a meter) e há 5 anos que tenho uma péssima relação com a comida. Odeio-me por comer e por não ter conseguido ainda ser tão forte quanto tantas outras que vim acompanhando ao longo deste tempo. Mantive os meus blogues anteriores por muito tempo mas depois achava-me tão fraca e ficava com tanta vergonha que apagava. Agora prometi a mim mesma que vou levar este até ao fim, quero atingir a minha meta.
    E pegando no que disseste, disseste que não te tratas porque "não quero. Me gosto assim, gosto de ver ossos, me sentir magra, me acostumei a isso". Tu és linda, uma inspiração para quem, como eu, não gosta de ser no espelho.
    Desculpa o post, mas me senti um pouco de lado por não ser anorética (espero não chegar a extremo mas acho lindo pessoas magrinhas), como se não tivesse o direito de comunicar com pessoas que têm os mesmos pensamentos que eu só porque ainda sou gorda :/
    Beijo e espero que me entendas.

    ResponderExcluir
  9. Olá Thalita ;)
    Adorei o teu post.
    quero esclarecer que não é a primeira vez que faço esta jornada. Já estive neste caminho anteriormente e desisti. Acredita que foi duro, muito duro, e, não tenho memorias boas desse tempo. decidi recomeçar. desta vez de uma maneira diferente, sem grandes restrições, ou obrigações. Eu decido o que me apetece. Eu faço o meu caminho e não desisto. desta vez vai ser diferente porque eu estou diferente ;)
    Um beijo negro Thalita ;)
    Espero que estejas bem.

    ResponderExcluir
  10. Naum tem como uma garota se tormar ana/mia,ou ela nasce cm iisso ou naum...simples assim.....

    ResponderExcluir
  11. eu tbm penso q se eu entrar nisso ...pra sair é dificil...sou nova para a ana e para a mia...mas fazer oq ficar sofrendo por causa do meu peso ser infeliz? Eu vou fundo nisso ..vou mesmo...não desejo isso a ninguem mas PRA MIM n tem outra solução e custe oq custar não ligo mais ....só sei q vou conseguir posso n ficar saudavel...mas ficarei magra...afinal não é isso oq importa? Nesse mundo ond aparencia vale mais q carater?! :/

    ResponderExcluir

Seguidores