sábado, 31 de março de 2012

Artes (das bloggers)

Desenho (desculpe, não sei a fonte)

Desenho da Angela

Vídeo da Anna Forever:



Poema - Donatella, Fórum

Qual é o sentido de uma vida
Se a tristeza há invade cada dia
Mostrado que não é merecida
Do destino que pretendia

Ao se olhar nos espelhos
Abria-se fogo em seus joelhos
A história de sua canção
Era atingir a perfeição

Canção que era obscura
Caminhava rumo à sepultura
Por não ter a ternura

E ser digna de atenção
Mas por fim alcançou seu objetivo
Chegando a perfeição


Pintura - Paula Silveira


Desenho, pintura, poema, canto... Qual é a SUA arte?

sexta-feira, 30 de março de 2012

Video - Julia Frakes

Meu encontro com uma ana foi ótimo, conversamos sobre tudo, nos divertimos... Não tirei fotos pois ambas não tinham celular =/
Ando ocupada atrás de trabalhos e documentos, ando ingerindo MUITO açúcar... Não deveria mas...

Vou aos blogs, fiquem com esse video thinspo sobre Julia Frakes, uma blogger e estudante de moda, se é anoréxica ou não isso não sei dizer (no vídeo está errado, não é Julie e sim Julia!)

quinta-feira, 29 de março de 2012

Vários assuntos (perdi celular, procuro empregos, familia)

Poxa, depois que consegui "voltar" pra cá perdi meu celular =/
Fui ao supermercado com a família de uma amiga comprar gordices (sério, o carrinho estava cheio de porcarias, enojaria qualquer um) e o perdi (ou pegaram, estava distraída).
Eu nem ligo pra celular, me importei pelos contatos e por usá-lo pra acessar internet.
Bom, estou a procura de empregos, consegui algumas entrevistas mas até agora... Vamo que vamo!

Mal uso o pc aqui de casa, acesso a internet a noite na casa de uma amiga, preciso de um notebook. Fui em alguns lugares mas não me liberam pra comprar pq não tenho renda (embora tenha o nome sujo, a falta de renda impede).

Me pesei e fiquei variando entre 39,7kg e 39,4kg, ou seja, voltei aos 39 (tava tão perto dos 38!)
Estou "tentando" reduzir o açucar, pra vocês terem uma idéia, numa xícara de 50ml ponho 8 colheres de açúcar!
Será que consigo reduzir na Páscoa?

To sem muitas notícias, venho comido quase nada e quando como é açúcar... Venho estudando Inglês, deixei de falar com minha mãe e familiares (falo somente o básico), melhor pra não me aborrecer.
Ontem minha mãe me ofereceu um pacote de bolachas recheadas e eu recusei (claro, to tentando cortar açúcar!) e ela me xingou muito por isso. Foda-se.
Vou indo, vou me arrumar pra me encontrar com uma menina aqui do Rio do grupo A/m do facebook.

Até logo!

dedicada a Anna Williams



Tirei essas fotos dia 17/01/12, resolvi postar algumas aqui.


E antes que alguém me pergunte "Por que" ou "Pra quem", digo que as tirei pra mim. Sério!
Me dá vontade, vou lá e faço. Tenho outras fotos, de lugares e amigos, depois as posto aqui.
Beijão!

segunda-feira, 26 de março de 2012

I'm ok

Não aguento mais ficar em casa, é insuportável. Minha mãe não para de xingar e sempre foi assim, não creio nisso de tpm ou menopausa, não creio que seja certo culpar algo assim, é uma vaca e pronto, TODA semana diz "Segunda-feira vou fazer minha carteira de trabalho e sair daqui", depois vem com uma desculpa esfarrapada. Diferente dela eu procuro trabalho, acabei de receber outra ligação, to correndo atrás. Sei que ter um emprego fixo vai demorar mas qualquer um tá bom pra me manter longe daqui.

To decidida a comprar um notebook, depois compro um modem, preciso de um espaço meu pra por fotos, mexer em blogs sem que fique ninguém atrás vigiando.

Fui ao teatro domingo, vi "JT - Um conto de fadas punk", amei! Quero juntar mais pessoas pra ir comigo de novo, fui com uma amiga e muita gente olhava pra mim, pros meus braços... Foda-se.
Olham, analisam, alguns andam de um lado a outro... Se querem saber algo me perguntem! Eu não me importo, basta ir lá e eu respondo. Me "analisar" não é legal.

Um amigo meu disse que uma menina o parou na rua:
- Onde está aquela menina que ia pra tua casa?
- Ela só vem pra cá de vez em quando.
- Ela é modelo? Tão magra...
- Não.
- Você sabe se ela é ana?
- Ana, o que é isso? (meu amigo fingindo)

Então a garota falou com ele, disse que era ana, explicou sobre lf e nf, metas etc...
Depois perguntei ao meu amigo dela, pedi a ele pra que consiga algum contato, tel, email, qualquer coisa dela. Ele estava relutante em pegar informações, expliquei a ele que seria bom pois quem sabe se ela é sozinha? Se sofre com isso? Eu tenho algumas pessoas pra conversar aqui fora, e ela, e se não tiver ninguém? Nós sabemos o quão difícil é querer desabafar e não ter ninguém (caso consiga alguma informação da menina ponho aqui).

(me gusta Nicole Fox)

Meu organismo já se acostumou a pouca comida, quando como muito meu estômago já rejeita, passo mal... Tenho medo de me pesar, ver um número que pra mim seria alto. Me cobram isso mas por enquanto não quero me pesar, não é "só um número", tem toda uma preparação mental e emocional ao subir numa balança.


Quinta-feira (29/03/12) vou me encontrar com 3 meninas A/m, caso alguém do RJ queira ir só me falar ok? (ninguém se conhece mesmo...)


==========================================
Recados:
Lembram da T.Anna, do blog Annas Song? Pois bem, ela perdeu o acesso ao blog e criou um novo, Venenos de Pelúcia, quem seguia no blog antigo siga nesse (e quem não seguia tá esperando o que?)

Passei um tempão nos blogs, fazer em 1 dia o que não fiz em 1 mês é ótimo, passei um tempão lendo o blog da Sophie, me perdi lá *-*
Link
Convido a lerem minha postagem Anorexia NÃO ME resume ^^

domingo, 25 de março de 2012

Anorexia NÃO ME resume


Depois de problemas (sem internet, sem monitor e depois sem cabos) voltei, a partir de segunda comento os blogs e vejo o que vocês andam aprontando.
Resumo dos meus dias? Depressão aumentou, aqui em casa tá insuportável, minha mãe vive falando que sou magrela, esquelética etc... O que parece ser elogio não é, é xingamento mesmo, isso me deixa tão confusa... Uma mãe que tem a filha anoréxica e a deixa chegar nesse ponto... Foda-se, sou anoréxica e gosto! Alguém que vê a filha jogada no canto vítima da depressão e nada faz não merece meu respeito U_U

Falo isso porque desde sempre não tenho sentimentos pela família, nem amor, alegria, tristeza, raiva, nada! Sou fria, isso me ajuda a usar a cabeça antes de tudo mas prejudica em relacionamentos (quais?).

Venho emagrecendo mais. Percebo por minha roupas 34 folgadérrimas! Onde será que acho roupas 32 pra comprar?
Por falar em comprar, preciso de emprego, tanto por minhas dívidas (devo 3 mil reais), tanto pra ocupar a mente e o tempo.

Ás vezes acontece d'eu comer e ter ânsia de vômito mas me seguro! Não sou mia, tenho medo de tornar hábito, ah, sei lá! Só não quero piorar minha situação.

Pra quem acha que minha vida é só a ana, devo dizer que não. Eu sou uma cybergeek (nerd tecnológica), adoro estudar música (não importa o estilo ou a década), gosto de ir a teatros e museus, conversar sobre política, a visão e mudança na sociedade, tipos de humor (tenho um humor negro que poucos entendem), estudar línguas (tenho Inglês fluente), arte, danço (sozinha, mas danço), enfim, faço mil e uma coisas. Sim, tenho uma doença e não vivo pra ela. Já vivi sim mas a vida não é só isso.
-Poderia me afundar na doença? Sim mas tenho uma vida.
Tento viver com a depressão sozinha, não vou me livrar disso. Tal qual a anorexia.
-Poderia me tratar? Claro. Mas não quero.
Faz parte de mim, não sou alguém que um dia quis se tornar assim, convivo com isso a anos, aliás a mais tempo do que pensava. Não é normal uma criança de 10 anos fazendo 200 abdominais por dia e sempre se exercitando.

Recados:
Tatis, se recupere bem da cirurgia.
Tati Alves, seja bem vinda de volta, os blogs não são a mesma coisa sem você.

Beijos.

terça-feira, 20 de março de 2012

Estou viva... ainda

E aí gente, saudades? Bom, minha net voltará MAS estou sem monitor, vou arrumar um emprestado pra ver vocês ;)
Fiquem com fotos minhas e um vídeo (o processamento do youtube o deixou meio travado...)

Fotos tiradas no dia 18/02/12

(foto do dia 18/02/12)


quarta-feira, 14 de março de 2012

AVISO: blog da Gabi

Lembram da Gabi?
(blog Who will I be) http://my-life-a.blogspot.com

Ela mudou para "My World"
http://papos-garotas.blogspot.com

Motivo: padastro leu o blog enquanto usava o note dela. Pra prevenir ela mudou.

Quem seguia: siga o novo blog e ajude a compartilhar
Quem não seguia: aproveita e segue lá ;)

Leia minha postagem anterior
http://umdesafiochamadoana.blogspot.com/2012/03/sobre-familia.html

Beijão!

Sobre a família...

Nunca falo sobre minha família, digo então o que se passa:

Aqui em casa meu pai paga TUDO (água, luz, comida, material de limpeza e higiene, tv a cabo, gás...) e meu irmão mais velho é responsável SÓ pelo tel + internet (e nem é caro) mas ele foi acumulando a meses... vão cortar o tel de vez aqui. Meu pai até poderia pagar mas ele acha sacanagem meu irmão ter de pagar só o tel e deixar de pagar isso (concordo com ele). Meu monitor queimou, mais um problema.

Tenho uma irmã e ela quer morar em Porto Alegre-RS, mas ela ABANDONOU a escola (tem 18 anos), é daquelas hippies vegetarianas politizadas contra o governo, contra burguesia e capitalismo, sabe? Eu gosto disso! Mas meus pais não. Então vivem de conflito aqui.

Boa notícia? Inscrevi minha irmã menor (8 anos) no balé, tomara que dê certo, é um sonho dela.

E eu? Passo todos os dias na casa de uma amiga mas sinto falta dos blogs, como sinto falta... Sou uma hacker sem net, me sinto sem uma perna!

Tenho que ir, até!

terça-feira, 13 de março de 2012

For you, ana

Don't know how long I've been waiting for you
Don't know how it started
I just know I can't live without you
You are the reason that keep me alive
So long time with you and now I feel incomplete alone
I never asked you to get into my life
Anyway you here
The only way is accept you as part of me
I wanted to know how long I can handle this


by Thalita

sábado, 10 de março de 2012

Ainda sem net =/

Oi gente! Me desculpem por não passar nos blogs, continuo sem internet e HOJE consegui postar pelo Opera via celular ;)

Resumindo meus dias: estou bem, me cuidando (pele, cabelo, unhas), me pesei quinta-feira (08/03/12), estava com exatos 39kg, de jeans e tudo.
Uma vez me pesei de roupa numa farmácia e depois me pesei sem nada na balança de um amigo, foram 700g de diferença.
Se isso for correto, não estou com 39kg, e sim 38,3kg (será?)

Saio todos ou quase todos os dias para a casa de uma amiga, evito de comer em casa e evito crises depressivas, além de me divertir ;)
Como não consigo postar ou ler os blogs lá, continuo online pelo facebook ( thalita_rio.a2@hotmail.com )

Quanto ao Desafio de Março: estou mais "organizando" do que participando, meu nome está lá mas é só pra constar mesmo (no caso de alguém se preocupar comigo).
Juju, já pedi para colocarem seu nome no desafio tá?

Só isso gente... To louca pra por vídeos, fotos e etc aqui mas deixarei pra mais tarde =(

Beijão!

sábado, 3 de março de 2012

Desafio de março + selinho

O desafio será a partir de 05 de março até 30 de abril.

Não terá uma dieta específica, cada um pode usar o método que achar melhor. Serão desclassificados aqueles que se auto-flagelarem ( ou seja, quem se auto castigar, machucar a si mesmo).


Informações sobre o desafio:


* O vencedor da corrida será quem perder mais peso no final do mesmo.
* Cada participante deve enviar pelo menos 5 convites para seus contatos.
* Enviar 1 vez por semana o relatório de andamento (será bem simples, só a atualização do peso). Serão dia 5 (usando o peso do cadastro), 12, 19, 26 e pra finalizar, no dia 1 de abril.
* Vamos comentando como estamos aqui no mural do evento, para dar apoio uns aos outros.
* Todos os participantes devem falar português.

Se inscreva!

Clique aqui para se inscrever


Quem não tiver face poder se inscrever no link acima e quando for pedir o "Nome no Facebook" escreva seu nome como seguidora aqui do blog + (blog). Exemplo: Ceci Chimere (blog).


Mais informações aqui


Eu achei muito bom, principalmente a parte de juntar os blogs com o facebook, temos um controle e acompanhamento melhor.

Boa sorte a todas(os)!

sexta-feira, 2 de março de 2012

Vivendo

O tempo muda as coisas, traz lembranças do passado, sensações, o gosto agridoce do que já viveu desde o momento em que decidiu mudar tua vida.
Chega o momento em que você cansa, se vê sozinha, analisa o quanto largou; pode tentar, mas não consegue negar tanto assim pra si mesma que não sinta falta...

Me acostumei a ficar sozinha. Sei que não posso voltar atrás; definitivamente; mas tenho a certeza de que posso recomeçar. Mudar sim, mas sem dor, sem tanta dor talvez. Mas será que eu quero realmente? Será que essas neuroses não são o que me fazem feliz de verdade? O que criei, o que vivo, é uma mentira reconfortante... Em meio a um turbilhão de tristezas, frustrações em todos os sentidos, isso me traz uma sensação de paz, de que ‘presto’ pra alguma coisa. Mas e quanto ao sentimento que tem quando te contam que aquele grupinho que andava uma vez foi numa pizzaria e foi tão divertido... (?) Comer, saber que tantas calorias estão entrando no teu corpo parece divertido? Não pra mim. E é divertido ficar em casa, trancada no quarto, ou fazendo exercícios, planos, talvez tentando desesperadamente vomitar o pedaço de maçã que acabou de comer? Se entupir de remédios, de calmantes, de laxantes, analgésicos, pois a dor de cabeça torna-se insuportável, ou aquela batida que deu em seu braço que parecia tão normal virou um roxo enorme e dói tanto...

Quando sente fome, aguenta o máximo. Pois você é forte, você controla seu cérebro. A fome passa. De repente tudo escurece e você desmaia. Quando volta a si, mesmo tendo sensações horríveis devido à fraqueza do corpo, acha isso o máximo. Chega o momento que sabe que precisa comer, então, vai até a geladeira, procura algo que tenha o menor número de calorias possíveis. Talvez uma fruta, que não seja cheia de gorduras saturadas, mas tem carboidrato... uma ou duas folhas de alface quem sabe. Come. Não seria um exagero tomar um iogurte light. E se tomasse mais uma sopinha instantânea...? E depois disso e até mais, você percebe que exagerou. Corre para o banheiro, tenta vomitar tudo, toma mais laxantes, faz exercícios, planeja um nf. Chora, se sente um lixo.

No outro dia, acaba se repetindo o episódio; você come de novo. Parece ter perdido o controle. Se desespera. Como eu sou idiota! Gorda! Horrorosa!
Um dia, sente que não consegue mais ficar assim. Dói tanto se sentir inútil. Dói não ter coragem de sair na rua, e mais ainda de ficar em casa por vergonha de sair. O coração fica apertado, como se alguém estivesse massacrando ele. É insuportável. Sabe que precisa sentir que há algo que dói mais do que isso que traz dentro de si. Que precisa continuar com isso pois não é a pior coisa do mundo e com certeza vai ser recompensada por todo esforço. Se fizer um corte no pulso, pequeno, sai um pouco de sangue, sente arder um pouco, te distrai, te deixa em ‘paz’. Precisava sentir isso.

Depois, a cada falha, cada fracasso, decepção, busca uma forma de conforto nisso. Gosta de ver o sangue escorrendo. Precisa se punir por ser uma gorda inútil, por não ser mais forte...
Não tem mais vontade de levantar pela manhã. Sente que é mais um dia terrível. Mais um dia que vai fazer te lembrar das tuas feridas, dos teus erros, de como te machuca tentar não errar mais.

Tenho medo de que seja assim mas no fundo sei que já acontece e cada vez mais continuarei me tornando uma pessoa fria, sozinha, depressiva. Fugindo das pessoas, da realidade e me refugiando nesse mundo de falsas ilusões que me fazem sentir bem, viva, feliz, e que infelizmente não dura mais que poucos instantes, pois nunca é o suficiente.

Link: Comforting Lie

Concordo com esse texto, depois de um tempo "acostumada" a fazer algo, simplesmente deixá-lo se torna tão difícil. Eu gosto de ser anoréxica, é algo que me dá prazer mesmo que seja errado.
É o que sei fazer. E gosto do meu corpo assim, por mais que as pessoas na rua me olhem torto eu me gosto assim e não vou mudar por elas, embora saúde seja uma palavra quase extinta do meu dicionário.
Nestes dias tenho passado na casa de um amigo, o que me ajuda com as crises depressivas e suicidas, não as tive aqui ^^
Como o que meu corpo aguenta e passo o dia todo no computador, o que me deixa mais feliz.

E viva a vida!

(sim, essa doente ai sou eu. Teve infância não Thalita?)

Seguidores