sábado, 4 de maio de 2013

Um pouco da minha história



Nunca fui gorda, nem gordinha, nada, sempre fui magra, claro que magra normal (o que eu considero cheinha). Não gosto quando falam “só quem já foi gorda que sabe o que é sofrer“, já ouvi todo tipo de comentário, aidética, doente, esqueleto, morta viva etc desde sempre. Não sei o porquê mas sempre quis emagrecer, sabia que era magra mas não via o que as pessoas viam. Lembro de aos 9 anos chorar na cama pedindo pra morrer e não entender o porquê de querer aquilo. Tentei me sufocar, consegui, fiquei sem ar por uns minutos e depois desisti. Sempre vi a morte relacionada a paz.

Aos 10 comecei a me exercitar exageradamente, almoçava e passava 3h direto fazendo exercícios como abdominais, flexões de braço, polichinelo, exercícios pra perna... e sempre que podia andava, muito, como estudava a tarde sempre dava um jeito de voltar a pé pra casa. Um dia fui com amigos numa farmácia e me pesei, já havia me pesado outras vezes mas nunca havia prestado atenção em números antes: 44kg, 14 anos (tinha por volta de 1,55m - 1,60m), prometi a mim mesma nunca ultrapassar esse número.
A partir dos 15 anos comecei a restringir a alimentação, comia tudo pela metade e fazia apenas 2 refeições por dia. Escola nova, nenhum amigo, minha amiga era a magreza. Chorava olhando meu corpo e continuava sem entender. Falavam que estava caquética, doente mas não ligava. Um tempo depois fiz um trabalho de escola sobre transtornos alimentares e gelei, fiquei com medo, e a cada pesquisa que fazia descobria algo com o qual me identificava. Não queria aceitar que tinha aquilo, sempre ouvi falar de anorexia mas nunca pensei que pudesse ter.
Aos 17 fiz um blog pra desabafo, as primeiras postagens com fotos minhas e o que sentia. Pessoas foram me seguindo e fui lendo esses blogs e me sentindo mal e bem ao mesmo tempo (até os 16 anos não tinha computador em casa e nem sabia da existência de blogs pró ana/mia).
Aos 18, com 39kg praticamente o ano todo, procurei tratamento sozinha, já havia pedido ajuda antes mas sempre ignoravam, comecei na parte psicológica mas a parte “física“ (com nutricionista) demorou a começar e sempre adiavam, havia tantos empecilhos que isso foi me desmotivando e eu acabei saindo (cada parte era feita num lugar e bairro diferente).
Vomitava também, foram somente alguns meses mas lembro de tudo como se fosse ontem, coração acelerado, o desejo insano de vomitar até água, comia desesperadamente só pra vomitar, passava mal. Os piores momentos eram os finais, quando percebia o que estava fazendo e chorava e miava e logo em seguida me limpava olhando no espelho uma garotinha assustada. Parece mentira mas num desses dias olhei para o espelho e disse que jamais faria aquilo de novo. Bom, vomitei depois de 1, 2 meses umas poucas vezes e depois acabou. Lembro que tudo durou alguns meses, não sei direito, mas não passa disso. Só as lembranças que não passam.
Atingi o meu peso mínimo 4 vezes, a última vez foi em jan/fev desse ano, 36,8kg pra 1,66m. Se fiquei satisfeita? Como cheguei até ali pensei que poderia ir além.
MAS mudei meus objetivos/metas: quero perder medidas e não somente peso e algo impressionante foi que nas duas últimas vezes que atingi meu mínimo foi comendo, sim, COMENDO e me sentindo bem. Não passo mais dias de nf, não pulo o café da manhã, nunca tomei lax ou qualquer remédio pra emagrecer.

Se ainda quero emagrecer? Quero mas não passando mal como antigamente, quero ser magra mas comer, mesmo pouco. Meta? Não tenho mais, bati todas as metas que planejei então...
Se quero me ver livre um dia? Claro! Pela minha thinspo maior Isabelle Caro, vou superar isso um dia.
Me entristece quem me pergunta como iniciar, como fazer pra ter anorexia, mesmo ouvindo isso milhares de vezes eu fico triste. Não escolhi ser doente nem odiar meu corpo ou deixar de sair por vergonha. Não “nasci“ assim porque não nasci um bebê doente, mas sou anoréxica a muito tempo e ainda não descobri o porquê. Hoje tenho 20 anos e há 10 anos quero emagrecer sem ter uma razão específica. Espero que alguém me ajude a entender isso um dia.

posted from Bloggeroid

11 comentários:

  1. Te admiro muito. Você eh uma guerreira e uma verdadeira thinspo <3

    ResponderExcluir
  2. amor então como disse a entrevista é amanha as 15 pelo Skype, não vamos aparecer, é algo mais pra podermos hum, defender o lado dos blogs na internet, quero mostrar que não ensinamos ngm a ser assim.

    me manda uma sms confirmando ok.
    bjos

    ResponderExcluir
  3. Nossa realmente tua história é fantástica na boa , essa coisa de alguem chegar e querer saber como se tornar uma ana ou mia , eu acho que deve ser horrivel mesmo , dificil não saber o por que isso começou e como :s , mais te admiro por que você se concientizou e ta fazendo de tudo pra emagrecer da forma mais saudavel

    Parabéns guria ;))

    ResponderExcluir
  4. Eu estou há menos tempo nisto, e estou me esforçando imenso pra sair, e tou conseguindo.. Tenho recaídas, mas ganhei peso, não conto calorias mais, coomo o que eu quero, é dificil mas não é impossivel.
    Tenho problemas no ossos e limitações fisicas por causa dessa doenças e estou há menos tempo que você, então imagino que você tenha mais ainda...
    Seja forte...
    Beijos
    J.S

    ResponderExcluir
  5. Eu sinto isso...ja tentei muito sair desta vida mas nao consigo :c

    da uma olhada no meu blogue?
    http://you-dont-need-to-eat.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  6. Postei um comentário em seu post "Help".
    Depois dá uma olhada lá.

    Beijinhos :*

    ResponderExcluir
  7. Já pensou em fazer hipnose com regressão?? Talvez te ajude a lembrar alguma coisa ou entender o que te levou a isso tão nova.

    ResponderExcluir
  8. Realmente, não existe sentido nessa balela de " só sabe o que é sofrer quem foi gordinha" eu discordo; afinal quando estou "normal" socialmente para a maioria me sinto melhor do que quando estou abaixo do peso, na segunda opção sempre quero mais, não há meta é uma escoolha suícida lenta.
    Quero que se livre desse sentimento, não sou extrema nesse momento como tu és, mas posso imaginar parte do que diz.
    PS - Ainda bem que voltou a escrever querida
    ;)

    ResponderExcluir
  9. É foda...mas fazer o que né, qndo eu vejo meus diários de qndo eu tinha 11/12 anos eu nem sabia também o que era anorexia e mesmo assim já planejava cortar refeições, me exercitar e emagrecer, e também sempre fui magra, em uma casa de "gostosas" e ai acabo pensando o por que de eu querer tanto isso, que apenas causa morte e danos irreversíveis...
    Beijos e força

    ResponderExcluir
  10. nossa sua história é comovente , a anorexia é psicológica que interfere no físico por grande consequência , as vezes ninguém entende , é como um vício por ser muito magra , igual a qualquer vício , eu não tenho isso , mas entendo como é , espero que vc se cure e se sinta magra saudavelmente , abraços .

    ResponderExcluir

Seguidores