domingo, 2 de agosto de 2015

Vizinhos

  "Respeite para ser respeitado." Com essa frase inicio o post.
  Por vezes fico cansada dos vizinhos, dá vontade de me enclausurar cada vez mais dentro de casa. Oito ou nove da manhã já tem a vizinha com o rádio altíssimo na minha porta (obs.: trabalho de madrugada e durmo durante o dia e ela sabe disso). Não é apenas alto, é altíssimo, gritante mesmo, tão alto que até a porta do banheiro, que fica do outro lado da casa, vibra. Sério, poderia gravar um vídeo e mostrar pra vocês. Já abafei a porta com tudo que consegui e nada, até que vi uma solução na Internet, que são as portas acústicas ou porta anti ruídos, daquelas próprias para studio e... bem, resolvem mas são caras. Me canso também das boladas que toda semana levo nas janelas, tem até a marca de uma delas na janela da sala.
  Parece que ninguém se toca, ninguém se importa. Essa semana meu sogro veio nos visitar e acertaram uma bola nele. Além da bola atravessar a janela e ir parar do outro lado da sala, ainda acertou meu sogro, que tem mais de 70 anos. Eu ainda não consigo descrever o que senti na hora. A única coisa que o rapaz que havia chutado a bola disse foi "Pode me devolver a bola que caiu aí?". "Sim, foda-se que você quase quebrou minha janela, foda-se o fato de vc ter acertado alguém, foda-se vc nem ter pedido desculpas, devolvo sim." (Hipoteticamente). Bem que eu poderia ter dito isso. Além de pedirem pra que ligasse as luzes do quarto e da sala pra iluminar a quadra (pqp).
  Algumas coisas não podem ser resolvidas sozinhas, mas de agora em diante qualquer bola ou pipa que cair na minha casa ficará lá, não tenho obrigação de devolver toda hora.

Posted via Blogaway

5 comentários:

  1. Bolas ... Aqui tem esses "jogadores" inconvenientes também.

    ResponderExcluir
  2. Vish já surtei n vezes aqui por causa de bolas e pipas na minha casa, eu pego uma faca e corto a bola ou pipa em mil pedacinhos jogo no meio da rua na hora, por isso sou a bruxa má do pedaço.
    Quanto ao som alto fechei minha janela do quarto com uma parede, e passei a ficar só com o ar ligado e a porta o Príncipe passou uma borracha pra dar uma vedada.
    Tenho vizinhos que volta e meia chamam a polícia pra prender o aparelho de som dos surdos mal educados, mas é como um vício, é a polícia dar as costas que eles ligam novamente.
    E se você for pesquisar é esse mesmo costume no país inteiro, os pais deixam os filhos à toa na rua e depois reclamam quando as crianças são violentadas!

    Ps: já se olhou no espelho hoje?
    Se a vizinha te perturba é porque ela tem inveja, afinal você é magra, jovem, bonita e bem amada, e tem gente que não sabe lidar com isso sabe?

    Beijinhos ^^

    ResponderExcluir
  3. Olá Thalita, concordo com você. Você não tem nenhuma obrigação de devolver nada. Aqui eu sofro com a época de férias, as pipas que caem aqui na laje de casa. A parte mais desrespeitosa, é quando eles INVADEM a casa das pessoas para poder pegar a pipa.
    Por duas vezes na semana passada, me estressei e eu queria matar literalmente todos aqueles meninos.
    Isso é algo que estressa demais.

    Torço pra que eles parem logo, porque é realmente isso é cumulo do absurdo. Não ter paz, na própria casa.

    Abraços.

    ResponderExcluir
  4. Um dia me acertaram, eu fiquei tão puta que peguei uma faca na cozinha e esfaqueei a faca na frente do guri que chutou. Depois, eu disse:"você vai ser o próximo". Nunca mais eles pisaram na rua que eu moro.

    ResponderExcluir
  5. Um dia me acertaram, eu fiquei tão puta que peguei uma faca na cozinha e esfaqueei a faca na frente do guri que chutou. Depois, eu disse:"você vai ser o próximo". Nunca mais eles pisaram na rua que eu moro.

    ResponderExcluir

Seguidores