quarta-feira, 9 de dezembro de 2015

Pedintes de rua, Rio de Janeiro

  O Rio de Janeiro continua sendo uma cidade perigosa, parece que nada muda, sempre alguém querendo te assaltar e/ou pegar algum dinheiro (pedintes que mais parecem que vão te bater caso você não dê 1 centavo à eles). Não dou mesmo! É chato, é inconveniente, não posso comprar UMA bala na rua que lá vem alguém te OBRIGAR a comprar algo para ele também, e se você não tiver dinheiro insistem e insistem achando que você está escondendo deles, muita chatice.
  Algo que aprendi com a minha mãe desde criança é que se alguém de rua estiver com fome ele vai te pedir comida e não dinheiro; quando saíamos para algum lugar e alguém pedia dinheiro para comprar comida, minha mãe - caso tivesse algum dinheiro a mais - perguntava o que a pessoa queria naquele local ali; se o tal insistisse para ganhar dinheiro ela não dava pois não sabia o que aquela pessoa faria com o dinheiro. Imagine você dar esmola para alguém e esta pessoa ir comprar droga com o seu dinheiro, dinheiro o qual você trabalhou o mês todo por ele?
  Claro que nem todos os casos são assim e realmente há aquelas pessoas que precisam comprar um arroz, um feijão para alimentar os filhos... Hoje mal vejo gente assim, o que mais vejo por aqui são pessoas pedindo dinheiro para bancar os vícios.
  Só uns pensamentos meus... Parece que as pessoas ficam mais agressivas a cada ano, te agridem ou tentam agredir mesmo que você não tenha 1 centavo que seja no bolso. E reclamam por você não ter dinheiro. Ai ai...

5 comentários:

  1. concordo com vc, cada ano eu vivo no Brasil noto que existem mais pedintes, mais pobreza. Eu no início, quando vim viver para o Brasil, dava sempre, pois na minha cidade, em Portugal, não havia tantos pedintes, nem tanta pobreza, paria-me o coração. Até que me deparei com um jovem a comprar bebidas alcoólicas com o meu dinheiro, ele tinha 12 anos, mais ou menos, nem sei como venderam bebida para ele e consumiu na hora. A partir de então deixei de ter coração mole, ou compro para eles comida ou não dou.
    bjs

    ResponderExcluir
  2. Olá Thalita
    Eu sempre desconfiei de pessoas " pedintes " porque realmente de fato, quem está com fome quer comer, e não quer dinheiro. Lembro de uma situação aonde eu estava na fila de uma casinha que vende MilK Shakes, e uma menina ( de uns 10 anos ) pediu dinheiro pra uma senhora que estava na fila. E a senhora disse: ' Você está com fome? " ela disse que sim. A senhora falou, se quiser eu vou ali comprar comida pra você. Mas dinheiro eu não te dou... A menina virou as costas e foi embora.
    Tá vendo? Fome não era. Quando se esta com fome, quer comer... No mínimo, o dinheiro era p alguém, ou p comprar cigarros ou bebida.
    ~ A situação do nosso país, piora á cada dia. Até mesmo em cidades pequenas~

    Beijos

    ResponderExcluir
  3. Sei lá, as vezes fico me perguntando qual situação é a mais delicada : A de quem passa fome ou a de quem passa fome e é viciado(Por que viciado deixa de comer pra usar drogas e tudo o mais) Nenhum deles tem realmente culpa da situação em que estão.
    Eu sempre dou o dinheiro, deixo moedas separadas e tudo mais, por que é a atitude mais fácil .
    ''Deixar de dar ou dar não salva o sujeito. Se for droga ,o traficante , a crise de abstinência ou a overdose dão conta do recado '',minha mãe falava,''Se for fome, ele sente todo dia,não só no dia em que ele te pede. Então dá logo pra ele parar de te encher o saco''.
    Sei lá, aqui em São Paulo eu até conversava com alguns pedintes(Só se fosse mulher, eu tenho medo de mendigo homem,devo confessar). Trocava umas dicas de comprar café ( ''Não vai lá no buteco do turco, muito caro. No metrô tem por 50 centavos'')
    O que eu fazia pra me sentir ''melhor comigo mesma'', já que eu ia pra escola de madrugada ,5 da manhã, era dar uma de mamãe noel e deixar lanches nos pés dos mendigos dormidores com quem eu cruzava(e não eram poucos, já que eu estudava num centro de bairro, perto do metrô)
    Até por que, eu sempre estava de dieta, e queria me livrar da comida sem jogar fora.

    Acompanhando o blog.
    :*

    ResponderExcluir

Seguidores