domingo, 22 de março de 2015

Vamos sorrir (ou tentar)

Verdade seja dita, ainda há muita gente ruim nesse mundo. Posto essa foto pra alegrar um pouco mais aqui.
Pra mim, a idéia de vida é muito vaga, sem propósito, sem porquê. É assim, simplesmente.
As pessoas nunca vão entender esse pensamento de alguém depressivo, felicidade pouca, ou então muita felicidade e depois um vazio, imenso vazio. Não é porque alguém está em silêncio que não está escutando, ou porque está com o olhar vago que não esteja prestando atenção em volta.
Ai... To cansada da vida já. Cada vez mais desgastada e cada vez mais com o sentimento de inutilidade me tomando, faço planos futuros e depois de meia hora já nem sei mais porque os fiz, pra que tantos planos se tudo numa hora acaba?


Posted via Blogaway

sexta-feira, 13 de março de 2015

Dietas das famosas podem causar queda de cabelo, anemia e até infecções - R7.com

Regimes que restringem alimentação devem ser realizados com orientação médica.

Carnaval já passou, o ano realmente começa e, para muita gente, é um bom momento para começar a fazer regime e eliminar os quilinhos indesejados. Opções de dietas não faltam. É a da proteína, do líquido, da papinha, dieta Dukan ou até mesmo da sopa. A lista de opções é extensa, mas todas têm um ponto em comum: a restrição alimentar. Quem seguir qualquer um desses regimes, sem orientação profissional, deixará de consumir nutrientes essenciais ao organismo, e poderá sofrer prejuízos na saúde, como anemia, osteoporose, fraqueza e até queda de cabelo.
A endocrinologista do Centro de Obesidade e Diabetes do Hospital Alemão Oswaldo Cruz Tarissa Beatrice Zanata Petry explica que a restrição calórica, quando feita de forma inadequada, pode comprometer significativamente o consumo de micro e macronutrientes, que são importantes ao organismo.
— A restrição alimentar pode prejudicar a ingestão de vitaminas, como o ferro, que poderá aumentar o risco de anemia, por exemplo. As dietas que restringem o consumo de lactose podem reduzir também o consumo de cálcio, o que poderá levar à  osteoporose. A falta de nutrientes essenciais ao funcionamento adequado do organismo, como vitaminas, proteínas e eletrólitos, também pode causar queda de cabelo, unhas quebradiças e aumentar o risco de infecções. A falta de carboidratos também pode acarretar em fraquezas, mal-estar e falta de atenção.
Além dos impactos negativos no organismo, a nutricionista e doutoranda pela Unifesp (Universidade Federal de São Paulo) Deborah Masquio afirma que as “dietas restritivas podem ajudar a reduzir peso rapidamente, mas não são consideradas uma estratégia saudável e efetiva em longo prazo”, já que provocará o indesejado “efeito sanfona”.
— Esses tipos de regimes não são mantidos por longos períodos, então, favorece o retorno aos hábitos alimentares inadequados, o que leva ao efeito sanfona caracterizado por constantes ciclos de engordar e emagrecer. Ou seja, dieta restritiva não muda comportamento alimentar de forma efetiva, e nem é a solução ideal para as pessoas que querem emagrecer com saúde.
Para a especialista, o recomendado é perder peso “em médio e longo prazo”.
— A perda de peso considerada saudável pelos órgãos de saúde é cerca de 0,5 a 1,5 kg por semana, que deve ser acompanhada por uma mudança no estilo de vida para se ter efetividade em longo prazo. Por isso, se alimentar de forma saudável e praticar exercícios físicos frequentemente são as estratégias mais recomendadas.

Exercício físico é aliado da dieta
Na luta pela balança — algo que, para muita gente, não é nada fácil — o exercício físico é um grande aliado, segundo a nutricionista.
— Fazer atividade física contribui com o aumento da taxa metabólica e da manutenção de massa muscular, que é considerado um tecido metabolicamente ativo em nosso organismo. Além disso, também estimula a queima de gordura e o aumento da sensibilidade à insulina, estratégias-chaves para o emagrecimento.
Mas saiba que, sem dieta, “os exercícios físicos não fazem milagre”, conforme diz Tarissa.
— Atividade física deve ser usada como uma aliada de quem faz regime, pois os exercícios atuam mais na manutenção do peso. Além de ajudar no peso, o exercício ajuda a melhorar o humor, reduzir a fome, traz benefícios cardiovasculares.
Antes de perder peso, busque ajuda
Restringir alimentos para facilitar o emagrecimento está permitido, desde que feito sob orientação profissional, alerta o professor de endocrinologia da UFPR (Universidade Federal do Paraná) e presidente da Comissão de História da Endocrinologia da Sbem (Sociedade Brasileira de Endocrinologia e Metabologia), Henrique Suplicy.
— Ninguém deve fazer dieta sem orientação médica. A pessoa precisa de uma avaliação física para saber se o organismo está apto ou não para realizar aquele tipo de dieta. Cada pessoa pode ter uma reação diferente a certo tipo de alimentação, por isso, é essencial a consulta ao médico. Além disso, muita gente não sabe que possui alguma doença, e uma dieta restritiva pode dificultar.
Deborah ainda complementa que profissionais, como o nutricionista, terão um papel importante na elaboração do plano de redução de peso. O profissional vai sugerir a alimentação para o paciente “levando em consideração as necessidades de macro e micronutrientes”.
— Tais nutrientes devem estar em equilíbrio para a promoção de saúde, prevenção de doenças e melhora da qualidade de vida. Além disso, o nutricionista é o profissional capacitado para adequar a alimentação do paciente de acordo com as necessidades individuais e as preferências alimentares.

Fonte: R7.com

domingo, 8 de março de 2015

Estrangeiros, depressão, afastamento

Desculpem pela demora a postar, alguns problemas surgiram e algumas preocupações com amigos, o que me ocupou bastante a cabeça. Diversas amigas minhas tentando suicídio ao mesmo tempo ou internadas por outros motivos, problemas de relacionamento, cansaço mental e físico são exemplos do que tem me ocorrido.
Quero em breve postar mais vídeos meus, pra falar a verdade postei alguns no YouTube mas não lembro se estão abertos ou em privado ainda, desculpem.  =x
Estou a alguns dias comendo bem pouco, fazendo nf de 12 horas todo dia, ontem fiquei tão abalada mentalmente que não consegui comer nada - nem água bebi. Mais tarde bebi um pouco d'água e suco; o que a tristeza não nos faz...
Essa semana ajudei dois estrangeiros traduzindo o que eles queriam para vendedores, que não entendiam inglês. No final eles (turistas) me pagaram e eu não sabia onde enfiar a cara, porque só estava traduzindo né... Um deles jogou o dinheiro no balcão como quem dissesse "Ou você pega ou ficará aí.", enquanto a atendente ria e dizia que eu era muito boba de não cobrar essas coisas. (Acho que nem tudo na vida é dinheiro, principalmente ajudar alguém perdido).
Também ajudo e auxilio em assuntos capilares, quando vejo alguém necessitado de uma "ajuda divina capilar" eu me voluntario. (Caso tenham alguma dúvida capilar, deixem aí nos comments que respondo de volta).
Também tenho visto alguns investimentos, estudado a beça, planejando e pesquisando. (...)

No momento é isso, tenho muito mais a dizer mas farei posts separados pra não ficar muito confuso. Até mais!

-----------------------------------
Ps. A depressão tem sido uma péssima amiga e vem me "agredindo" fortemente, tento me desviar como posso e quando há crises fortes tomo o resto do Exodus que me sobrou. É tão estranho acordar e já querer não viver sem motivo aparente; apesar do número de pessoas boas ao meu redor. Ver gente ao redor tentando se matar é como um sinal pra mim, algo dizendo "Só falta você" e isso é estressante e aterrorizante. Queria chorar mas fico inexpressiva muitas vezes, então o silêncio me conforta enquanto me escondo do mundo.


Posted via Blogaway

Seguidores