quarta-feira, 28 de junho de 2017

Limpando nome - a saga




Vamos à saga para limpar o nome.

Em 2014 fiz um pedido para obter cartão de crédito da Caixa, o qual consegui depois de meses. Ok. Utilizei o cartão poucas vezes, até receber cobranças duplicadas e outras de estabelecimentos onde nem pus o pé.
Liguei pro sac na época, o cartão foi clonado, a Caixa me enviou nova fatura (com os valores reais), paguei e pedi cancelamento do mesmo.
Pesquisei na internet na época e li MUITAS reclamações do cartão de crédito Caixa. O cartão foi bloqueado e cancelado em junho de 2014. Até aí beleza.
Hoje meu nome está sujo por pendência no SPC/Serasa no valor de R$2.092,11, a Caixa repassou a cobrança para uma financeira, a qual sei lá como me fudeu abrindo processo contra mim etc. E por meu nome estar tanto tempo sujo e com pendências acabou que meu cpf foi SUSPENSO pela Receita Federal. Já fui umas 3x na Receita Federal e irei mais uma vez agora, dia 30.
Recebi uma carta da Caixa que dizia que "as faturas de 2016 estāo quitadas" como se o cartão ainda estivesse em uso. Liguei para a Ouvidoria da Caixa, o cartão CONSTA no sistema como "bloqueado e cancelado por motivo de fraude". Se está cancelado como existem cobranças no meu nome?
Me deram o prazo de 5 dias para retornar à Ouvidoria da Caixa e ver se algo foi solucionado. Vamos ver...

posted from Bloggeroid

quarta-feira, 21 de junho de 2017

Querida mulher

Relações são complicadas. Questão de dividir emoções, opiniões, espaço, tempo, muitas vezes casa, cama, entre outros. Relação não é posse. Mas é difícil sair desse pensamento.
Ter relação estável boa, poder sair à noite sem precisar da "autorização" do parceiro como diversos casais fazem, ter amigos próprios, mas o ponto não é esse. O ponto é fazer mais do que dividir e acabar fazendo mais do que o outro lado, arrumar a casa, planejar, fazer roteiros acabam sendo responsabilidade de uma pessoa, quando deveria ser responsabilidade de ambos. Fazer mais do que seu lado e planejar por ambos, pensar por ambos, se posicionar por ambos. Por que limpar, arrumar e organizar casa acaba sendo "coisa de mulher" algo já estipulado socialmente? "Não Thalita, eu sou homem e ajudo em casa". Será que ajuda mesmo?
Se você fizer uma pesquisa e realmente procurar saber o que a pessoa faz, saberá que a ajuda não chega a 30% do que realmente a pessoa acha fazer. Não.
Limpar tal área 1x não significa que a mulher não tenha que limpar ali sempre, lavar a louça 1x não quer dizer que a mulher não terá de lavar pelo resto da semana, lavar roupa 1x não significa que a mulher não terá que fazer isso pelo resto do mês.
Uma vez não é o necessário, tá longe de ser. Fazer algo desse tipo é legal, é, mas não é mais do que obrigação. Não queiram ser aplaudidos por isso. Se duas ou mais pessoas dividem casa, por quê só uma tem que se responsabilizar por tudo?
Mulher trabalha, estuda, desvia de assediadores no caminho pra chegar em casa e ter que trabalhar novamente, e "AI!" se reclamar do copo sujo na pia, da toalha molhada esquecida na cama, de sapatos jogados, "É sua responsabilidade", "Você é a mulher da casa", "Eu trabalhei muito hoje, quero descansar", negligenciando totalmente que você também passou o dia fora e que só quer sentar um pouco.

A sociedade tá longe de mudar.

posted from Bloggeroid

Nossa, tô precisando desabafar. E não tenho ninguém aqui pra isso agora.

terça-feira, 13 de junho de 2017

Tudo puta! (Texto)




Tudo puta! Já começam desde pequenas, na escola mesmo... Ao invés de irem estudar, iam fazer o quê? Beijar na boca atrás da escola, matar aula para ir pra casa dos amiguinhos... O que elas são? Putas! Mas não você, Juliana. Você não ficava se esfregando com meninos, se dava ao respeito. Só namorou de forma decente, na presença de adultos, como se deve. Quando vcê não quis transar com ele, o príncipe terminou, furioso, e contou pra todo mundo as baixarias que "fazia" com você. O quê você é, Juliana? Puta, claro! Seu nome tá pixado no muro das ruas... Que vergonha! Mariana, ainda bem que você não é burra como ela, de perder tempo com canalha. Você soube escolher, né? Namorou seu melhor amigo, perdeu a virgindade com ele, tudo muito lindo e romântico. Até que engravidou com 15 anos. O que você é Mariana? Uma puta burra. O problema dessas meninas é que não se dão ao respeito. Não são como você, Carol, que é da turma, da galera, anda de skate com os brothers, ouve rock, ri dessas "minas" idiotas que eles pegam. Ah Carol, mas andar no meio de um monte de homem é coisa do quê? De puta ou lésbica. Só você que não sabia? Tá todo mundo falando! Ainda bem que você, Aline, não tem tempo pra essas coisas. Nunca vi menina boa assim... Só estuda, só tem amiga menina, frequenta a igreja, vai casar virgem, com o primeiro namorado, só depois de formada. Se depois de casada, como o Senhor ordenou, vocês quiserem tirar fotos pra apimentar a relação, tudo bem, né? Dentro dos laços sagrados de confiança do casamento é diferente, não é como essas piranhas que saem se expondo em público! O moço da assistência técnica achou as fotos e publicou na internet... Já sabe o que você é né, Aline? Uma puta! Uma piranha que envergonhou a família, ainda por cima. Os amigos do teu pai estão batendo punheta nesse momento com a tua foto, Aline. Você é uma puta! Que vergonha! Nunca imaginei... Antes fosse um muro pichado na adolescência, Aline! Você não cai nessa né, Fernanda? Imagina, tirar foto pelada ou fazer vídeo... Hahaha Tá pedindo, né? Você é mãe de família, nem pensa nessas baixarias. Vive para os filhos e o marido! Nem precisa trabalhar... Soube escolher um homem bom. Até que, depois de 12 anos, o casamento desaba porque você deixou de ser interessante. Simplesmente seu marido se apaixonou por outra mais bonita, independente e que usa batom vermelho (coisa que ele sempre reclamou que você usasse). O motivo do término? Não importa! Divorciada e mãe solteira é o que, Fernanda? Puta, óbvio! Para os outros, você deve ter feito algo muito ruim para um homem desses não te querer mais! As amigas não vão querer você perto dos maridos delas, né? Com razão! Se vocês, Juliana, Mariana, Carol, Aline e Fernanda, ao menos se espelhassem na dona Maria... Uma viúva, 63 anos de pura dedicação para a família e para o trabalho, que hoje agradece à Deus a morte do marido, pois vivia sendo espancada... Nunca soube o que era prazer, na vida! Acorda às 5 da manhã, todos os dias, pra trabalhar pra sustentar filhos e netos e nem tempo pra vaidade tem! Mas dona Maria sabe... A beleza da mulher é a sua virtude, né? Mas, voltando do trabalho, tarde da noite e exausta, dona Maria foi estuprada... Se vocês, Juliana, Mariana, Carol, Aline e Fernanda, se espelhassem na dona Maria... Ainda sim seriam putas! Será mesmo que dona Maria estava vindo do serviço, às 4h da madrugada? Mulher que anda essa hora na rua e com esse tipo de jeans é o que? Puta! Tem que se orientar! Devia estar se oferecendo pro estuprador! E você, que está lendo? É, já foi ou ainda vai ser? Não se espante quando te chamarem de puta! Todas somos, fomos ou seremos... Infelizmente, essa é a sociedade de merda em que vivemos. Por isso, faça o que te der vontade, na hora que te der vontade; pois fazendo ou não, na boca dos hipócritas você é, já foi, ou será uma puta!

Por: Jamile Rodrigues



*Texto retirado do Facebook.*

sábado, 10 de junho de 2017

sábado, 3 de junho de 2017

Mudanças relacionadas à mente



Voltei a tomar o antidepressivo 2x ao dia, tem regulado minhas taxas de seretonina. Ainda não me sinto 100% bem comigo, minha aparência ainda me deprime, espero resolver isto logo.
Aparência = aparência, e não aparência = corpo. Porque em tese é isso que pessoas com T.A. dizem.
Aliás, não sei se ainda sou anoréxica. Quem deveria me dizer seria um médico especializado. Digo isso pois não vejo mais calorias, como o que quero e quando quero, ganhei algum peso e não ligo (tanto), não me peso (por favor, não me perguntem, nem eu quero saber) e me sinto fisicamente bem, e isso já vem de algum tempo. Minhas frustrações são relacionadas à acne, manchas provenientes da acne e cabelo. Gosto do meu corpo do jeito que está, gosto principalmente da minha mente, algo que trabalhei muito para chegar no estado atual. Infelizmente a depressão é algo que ainda me acompanha.
Continuo seguindo.

Seguidores